Quando, em consulta, surge a perspetiva do cliente mudar de casa, automaticamente os meus olhos ganham um brilhozito diferente: “esta consulta promete!”

Seja por que razões forem, quando no nosso mapa numerológico a energia se encontra favorável a procurarmos um novo ninho, tal significa que temos claramente diante de nós um processo de profunda transformação interna que, de alguma forma, já se está a querer manifestar.

 

Mudança de casa?! Transformação interna?! Confuso?

 

Vamos, então, recuar um pouquinho no tempo… Mais concretamente ao momento antes de me tornar numeróloga e quando a minha vida era bastante diferente do que é hoje.

O coração vivia bem ocupado, mas profissionalmente tinha chegado a um beco sem saída. Apesar de ter investido muito na minha formação – duas licenciaturas e muito estudo -, a verdade é que não havia qualquer hipótese de crescimento e a valorização no local de trabalho era coisa que não existia! Digamos que a frustração era, na altura, uma fiel companheira dos meus dias.

 

Foi, então, que surgiu a questão. “E que tal se comprássemos casa?”

 

Tinha chegado o momento. Eu e o Miguel tínhamos decidido, finalmente, comprar uma casa dos dois, o que significava ele deixar a casa dele e eu a minha.

Na altura, para uma mulher extremamente independente como eu, a mudança pareceu quase drástica – deixar de ter um espaço só meu, redefinir rotinas, fazer cedências para uma coexistência harmoniosa, etc. -, para além de ter surgido o pedido de casamento que deu outro tom de seriedade à situação (entenda-se que casar nunca esteve propriamente nos meus planos!).

Achava eu que essas mudanças eram “as mudanças”, até que nos estabelecemos na casa eleita. A escolha não foi difícil. Primeiro decidimos em que zona queríamos viver, e aí não houve qualquer dúvida de ambas as partes.

Sendo uma urbanização nova, havia muito por onde escolher. Depois de quase decorarmos os detalhes de todas as casas da urbanização, finamente decidimos qual seria “a tal”. A nossa casa!

O processo decorreu de forma rápida e num ápice estávamos numa vida nova. Ou, pelo menos, pensávamos nós… Verdade seja dita, eu continuava infeliz com o meu trabalho (ele também) e cada vez mais sentia que todo o esforço e dedicação diários eram em vão.

Fast forward uns meses e, decorrido um ano de estarmos naquela casa, o meu grande pesadelo transformou-se na minha libertação. Numa sexta-feira à noite, num delicioso jantar no nosso adorado cantinho, juntos tomámos a decisão que teria chegado o momento de me valorizar e arriscar algo melhor para mim.

Tinha chegado o momento de me despedir e abraçar a Numerologia como profissão.

 

Perguntas tu o que tem a ver o meu percurso profissional com a mudança de casa?

 

A resposta está nos números, mais precisamente, na numerologia da minha casa. Pois é, mesmo na altura não me tendo dado conta da ressonância que aquela casa teve connosco (na altura a numerologia da casa não era algo por que me interessasse muito), a verdade é que eu e o Miguel tínhamos escolhido precisamente uma casa de energia 8 – a energia da carreira, da abundância, da valorização e do reconhecimento. Precisamente o nosso maior bloqueio e o nosso maior foco naquele momento!

Porta numero 8

Enquanto numeróloga experiente, sei hoje que a escolha da casa não foi ao acaso. Inconscientemente tínhamos ambos projetado a nossa insatisfação com a vida profissional (lado negativo do 8 que nos encontrávamos a vivenciar), bem como a nossa vontade em reorientar a carreira e descobrir um caminho em que nos sentíssemos abundantes em recursos internos e materiais (lado positivo do 8).

 

A verdade é que foi naquela casa que não só aprendi a valorizar as minhas capacidades, como descobri e desenvolvi a minha carreira de sonho.

 

A verdade é que foi naquela casa que não só aprendi a valorizar as minhas capacidades, como descobri e desenvolvi a minha carreira de sonho, e em conjunto com o meu marido.

Desde que mudámos para aquela casa, as transformações na área profissional (para mim e para o Miguel, que entretanto já deu o seu salto) têm sido imensas.

Mas temos, sobretudo, passado pelo processo de compreender a importância de nos valorizarmos e reconhecermos as nossas capacidades para que a vida nos devolva o devido valor.

Os conceitos de abundância e prosperidade ganharam uma definição completamente diferente e, sei hoje, que tem sido essa a grande função daquela casa na nossa vida.

 

As nossas casas falam muito mais de nós do que aquilo que pensamos.

 

As nossas casas falam muito mais de nós do que aquilo que pensamos. A energia da casa que habitamos tanto fala daquilo que tem de ser trabalhado em nós como da direção que estamos a tomar na vida. E tudo através do estudo da nossa morada!

Por isso, hoje em dia, quando vejo no mapa de um cliente que a mudança de casa é uma possibilidade, sei que internamente já existe um processo a decorrer.

Em contexto terapêutico, revela-se um dado imprescindível para melhor compreendermos o cliente e a sua história, bem como orientá-lo nas suas ações.

Fora de consulta, saber os números da casa que habitamos é uma excelente ferramenta para harmonizarmos a nossa vida, sendo inclusivamente possível ajustar a energia da mesma aos desafios que estamos a sentir.

No caso de nos prepararmos para mudar para uma casa nova, permite-nos escolher melhor, e ir ao encontro do que queremos projetar para a nossa vida.

E, tu, sabes qual a numerologia da tua casa? Gostarias de saber mais sobre o que a tua casa tem a dizer sobre o teu caminho e sobre ti?

Se sim, lê este post que te vai ajudar a analisar a tua casa de acordo com a sua numerologia 🙂

Partilha comigo, nos comentários abaixo, o que te transmite a tua casa e os números que a regem.

Com Amor ♡,

Ana Sequeira

Numerologia na Vida - Inspiração
Numerologia na Vida - Inspiração
Comentários do Facebook

Faz aqui o Download Gratuito do Programa

Missão - sem Pressão!

3 Estratégias Infalíveis para Eliminares o Esforço e a Insatisfação e Começares JÁ a Viver o Teu Caminho.

Privacidade

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This